Quadrilha Estendida

cirandaMista

Eu costumava achar que a Quadrilha, de Drummond, era uma puta verdade irritante:

João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.

Mas pensando melhor, antes fosse simples assim. Porque fora dos livros, o João é amigo do Raimundo e a Teresa, se pudesse controlar, escolheria gostar do primeiro ao invés do segundo!

Ou a história pula o Joaquim e a Maria quer mesmo é pegar a Lili.

Às vezes, outra quadrilha passa perto e um dos mancebos se torna o J. Pinto da outra história, forçando desiludidas Marias ou Teresas a dar uma chance por despeito e viver uma vida vazia. Ou descobrir o tempo perdido.

E vai ver o J. é de um João mais velho que acaba de voltar dos Estados Unidos, onde se deu bem. Nesse caso, quem melhor pra ficar com o cara do que a Lili, que nessa bagunça toda, certamente era a única que conseguia focar nos estudos e no trampo.

Faz sentido.

49 comentários em “Quadrilha Estendida

  1. Vinny

    E eu vou ter que ler de novo para entender essa bagunça toda…

    Mas que a vida é bagunçada, isso ela é! Nós é que temos a mania de querer botar ordem em tudo.

  2. Edgard

    O pior é que às vezes você sente na pele essa quadrilha contemporânea, por assim dizer, e só pode esperar no que vai dar (geralmente é algo altamente surpreendente… ou não).

  3. Bárbara

    Imagina: A Tereza, descobrindo que o Raimundo gosta mesmo é João (seu amigo) e não da Maria, vai pro convento e o Raimundo, pra fugir da realidade que o esperava, depois de escolher sua opção de vida, decide viajar para o exterior e morre no voo da Air France…

  4. Renan

    Caracoles….drogas pesadas!! Tive que ler 3 vezes pra entender que não entendi nada…
    De certa forma acho que vc explicou em prosa a confusão da poesia de Drummond
    Como pra mim a história não faz sentido, preferi recontar de outra maneira…

    João amava Teresa que amava Raimundo
    que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
    que não amava ninguém.
    Raimundo morreu de desastre,
    Teresa foi para o convento, João para os Estados Unidos
    Lili casou com J. Pinto Fernandes
    que não tinha entrado na história,
    Joaquim suicidou-se e Maria ficou para tia

    Causa x efeito!!
    Se quiser ir mais longe basta imaginar..onde estava J. Pinto Fernandes durante o desastre da morte de Raimundo?

  5. Rodrigo Moncks

    ‘Tive que ler 3 vezes pra entender que não entendi nada…’ KKKKKKKKKKKKK

    É, é meio confuso o texto. Mas muito bem escrito. É só pegar a moral da analogia… ^^’
    Parabéns, Bottan!

  6. Degroh

    Confesso que tive que ler pausadamente para entender, pois o Drummond prima por trabalhar o amor de uma forma que revele as pessoas, talvez de um forma menos sentimental, mas de conhecimento mesmo.

    Voltando ao post, faz sentido e muito, acredito que quando tú fala sobre J. Pinto Fernandes talvez ser o João que desencadea toda a história e acaba por “fechar” a situação. Já que ele seguiu em frente e a Lili que também estava “fora” do contexto seguiu, acabaram por se encontrar e dar um cabo a história.

  7. rhaíssa

    Nossa.

    Confuso e complexo, mas faz sentido. Quer dizer.. nem tanto assim, né? Mas quase nada na vida faz sentido mesmo.

    Parabéns pelo blog.

    Te cuida.

    Rhaíssa

  8. Taís

    Nossa, eu sou meio lerda, tive q reler algumas vezes pra entender tudo mas…
    Até q vc tem certa razão, faz sentido sua interpretação dos fatos.
    E no final, a vida é mesmo uma bagunça e por mais q vc cante “Só vou gostar de quem gosta de mim…” nem sempre isso é possível e no fim sobra alguém (ou “alguéns”) que se dá mal.

  9. P.S.

    JESUS… é enrolado, mas dá para entender…. (depois de quatro leituras)…

    Inté o próximo post.

    :*

  10. Adriano

    hUAHuHAuha! Quanta criatividade!
    Adorei a reinvenção desse ótimo e clássico texto!
    Vcs são irmãs?
    Parabéns pelo blog!
    =)

  11. lili

    mas eu duvido a lili tenha se dado tão bem assim… alias, se for mal de nome, posso apostar tbm que ela não consegue focar tanto assim no trabalho e nos estudos…

    mas enfim, a vida da uma porção de voltas.. na proxima, pode ser que a Maria se de bem, ou não! ou pode ser que o J. Pinto se mostre um pessimo marido..

    só nos resta esperar.. e rezar!
    :***

  12. trudes

    isso so mostra como a vida hj em dia é uma putaria

    se reescrevessem isso hj em dia, daria 50 linhas a mais e poderiamos colocar muitos outros fatores que regem o ato de gostar ou nao de uma pessoa, que hj em dia, infelizmente, influenciam muito

  13. Teté

    que saudade eu tava de vir aqui
    adoro seus textos
    vc manda bem demaiiis, fala sério, parabéns
    ameii o texto do dia 12 ;P hahahaha
    voltarei sempre
    ;**

  14. Alessio

    Tem uma HQ q faz uma releitura bem legal dessa Quadrilha…

    Assim q eu lembra, te passo.

    Aliás, a Kinha quem me indicou o site de vcs, muito bom!!!

    Abraços

    :::

  15. O Questão

    Permita-me criar uma paródia dessa quadrilha, com nomes fictícios é claro:
    Neto amava Vanessa que amava Antonio que amava Milena que não amava ninguém.
    Antonio deu o pé em Vanessa e depois em Milena e casou com Mariana, sua melhor amiga que não tinha entrado na história, Vanessa deu dois foras em Neto que foi consolar e ser consolado por Milena, os dois ficaram, só que Milena foi pra SP estudar Medicina,
    Neto namorou com Camila até levar o fora e pensou em ligar pra Vanessa pra levar um terceiro fora.

  16. Larissa.

    Nossa, shaushaushaush
    faz sentido mesmo. Mandou bem.
    E eii, amei amei amei o post ‘Teoria do Playmobil’ (sou nova por aqui!)
    bjos
    ;**

  17. solin

    Olá moças! conheci vosso blog através do twitter de Marcelo Camelo (fake?) sobre o post Teoria do Playmobil.
    a conclusão é bem parecida como quando acordamos nos achando a pessoa mais horrivel deste mundo (por motivos conhecidos ou não). aí vestimos a pior roupa do armário, o pior sorriso e pronto, lá se vai a baranga pré-fabricada.

  18. nerdherd (david)

    Nossa esse foi poético e complicado. rs.
    Cada vez que leio seus posts gosto mais e mais de lê-los.
    Big fã – Baixinha mais linda do Brasil

  19. Linealves

    Tempos modernos:

    @joão seguia @teresa que seguia @raimundo
    que seguia @maria que seguia @joaquim que seguia @lili
    que tinha acabado de chegar então só seguia o @marcelotas.
    @joão virou blogueiro, teresa virou puta de luxo no twitpic,
    @raimundo perdeu sua conta por usar scripts, @maria desistiu e voltou pro jaiku,
    @joaquim twittcidou-se e @lili conseguiu 100.000 seguidores contando suas experiências sexuais lesbicas sempre com 140 caracteres!

    Não tenho (pelo menos ainda) nenhuma explicação formada sobre o texto.. mas achei que era mais atual! rsrs

  20. felipe

    @fgfaraone adicionou @mbottan no icq que não entrou no mesmo para ir assintir jogo do #curinxas

  21. Caloã

    Eu me pergunto, meu deus, como uma menina tão pequena consegue viajar tanto?

    De onde, pelo amor dos santos, ela tem estas inspirações mirabolantes?

    Ou será somente um texto feito com alguma base real?

    Só a pequena Mirian sabe!

    Beijos.

  22. Tatiane Isabel

    E eu e lembro desse texto/poema/poesia/inferno desde a 2ª série. Minha professora me obrigou a escrever um texto ou quelquer coisa sobre isso. Eu quase mandei ela se ferrar, mas eu era muito inocente para fazer isso (A)

    Eu gostei> “Tempos modernos:

    @joão seguia @teresa que seguia @raimundo
    que seguia @maria que seguia @joaquim que seguia @lili
    que tinha acabado de chegar então só seguia o @marcelotas.
    @joão virou blogueiro, teresa virou puta de luxo no twitpic,
    @raimundo perdeu sua conta por usar scripts, @maria desistiu e voltou pro jaiku,
    @joaquim twittcidou-se e @lili conseguiu 100.000 seguidores contando suas experiências sexuais lesbicas sempre com 140 caracteres!

    Não tenho (pelo menos ainda) nenhuma explicação formada sobre o texto.. mas achei que era mais atual! rsrs”

    ahahah’ concordo, CERTEZA !

  23. João Marcos Monteiro

    colega, a sua analise dissertativa sobre o poema é boa, porém, o J. Pinto Fernandes, se remete a ela casar apenas com o sobrenome, coisa que já fora muito comum, e talvez ainda seja… e também é possivel analizar de um outro modo, como sendo a uma histórinha de multiplos parceiros 😀

    Beijos, de seu admirador…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *