Síndrome de fim de ano


ist2_3376501_celebration_toast_with_champagne.jpg

Um belo dia nas últimas semanas, ao chegar em casa, vi bolas em cima da mesa. Eram bolas douradas, reluzentes, bolas trabalhadas, tão belas, tão bolas, tão… sei lá, redondas. Tá, eram bolas de árvore de natal.

Semi-entrei em depressão.

Mas não dá mais pra negar, final de ano tá aí. Não que eu não goste das festas e tal, mas é que exatamente nessa época tudo começa a ficar muito esquisito.

Todo mundo querendo mostrar que se ama mais, desde fingir que é gostoso levar o filho pra caçar aqueles papais noéis medonhos que ficam dando balinhas no centro da cidade, até brincar de “amigo secreto” com aquela cretina da outra sessão, que você odeia.

E mais ou menos por agora começam as promessas. Ai, as promessas. Parar de beber, de fumar, de gastar, emagrecer, estudar. Mas tudo, obviamente, só depois que eu beber, comer e fumar feito porco nas festas, gastar toda a grana com roupa e presentes e matar todas as últimas aulas do fim do semestre. Afinal, é fim de ano.

Época de pensar em novos projetos, na realização pessoal e em novos horizontes! Mas só depois que passar o carnaval, porque até lá, eu pretendo me manter bêbado.

Hora de gastar milhões em creme, fechar a boca e malhar feito doida pra queimar toda aquela banha que juntei no inverno e ficar gostosa pro verão. Porque meu bem, é fim de ano. E eu não vou lembrar de murchar a barriga na praia porque estarei muito bêbada.

Hoje mesmo, quando eu voltava do trabalho, São Pedro resolveu caprichar e fez cair o céu em Americana. Eis que, no meio daquela chuva torrencial, me vinha um rechonchudinho com um mp3 na mão, num cooper todo tranqüilo. Comentário pertinente de uma companheira de trabalho que se encontrava no carro: “Ah, mas agora o pessoal tá todo doido pra se cuidar, sabe né, é que fim de ano tá aí.”

É.

E eu já falei que vou ficar muito bêbada? Mas dia primeiro eu paro. De vez. Sério.

59 comentários em “Síndrome de fim de ano

  1. Jotta

    Mirian, como você lida com comentários do tipo

    “ESCUTA AQUI MÍRIAN!!!!!
    li algo a respeito de “blogueiras na playboy”
    tu não pensa nessa idéia não né??”

    ou

    “Quando vai sair a tua playboy?
    não é mais em dezembro?”

    Cada um que aparece, ehin?!

    🙂

  2. Pingback: Boas festas o cacete « Ressoando

  3. marcio

    fim de ano resume a isso mesmo, no meu caso é pior….. vem natal, ano novo e meu aniversário, tudo seguido, 25, 31 e 8…… ou seja, três semanas de uma certeza!!!! Bêbado sempre………. rsrsrsr

  4. Thássius V.

    Eu fico impressionando como a cada ano as decorações de Natal começam a ser feitas mais cedo, impulsionadas por aquelas feitas nos shoppings.

    Antigamente na semana do meu aniversário (17 de novembro) começavam a surgir as primeiras árvores. Hoje em dia, acabou o dia das crianças, já é suficiente para chamar o Papai Noel. E haja dinheiro para tanto presente!

  5. Thiago

    réveillon é o dia em que eu mais bebo no ano. e nunca passei mal. tem que beber até (quase) cair!

    misturar bebidas, falar palavrão pra todo mundo, encontrar todos os amigos e amigas, etc, etc. aproveitar a festa. \o/

    aeeeeeeeee

  6. Clau

    “Natal e velório são as maiores obrigaçoes sociais….
    mas pelo menos em velorio eu posso fazer cara-de-cu.

    muito muito bom … melho texto de natal dos ultimos tempos!

    o melhor é aquela olhada-relampago pra janela: e por um segundo achar que é o poodle escalando a grade….
    impagavel!

    se fosse comigo , eu teria que tirar a santa-claus do local…caso contrario, toda hora eu levaria susto de novo e de novo !… com o poodle suicida…
    depressao e suicidio em fim de ano é tradição!!

    ***

    e se o cãozinho ganhar roupinha de novo – ele se mata !!!

  7. Clau

    Corri os olhos pelos coments e, agora falo serio,

    A maioria consumista hipocrita, de barriga cheia, apela lembrando de Jesus, da familia e amor ao proximo….
    Eu fico indignada com a comilança e exageros….. enquanto o “proximo” que realmente precisa de comida ou roupa não ganha nada!!
    TAlvez o resto do prato, o que sobrou e ninguem mais aguentou comer , nem depois do sonrizal !!

    Não sou nem cristã…. mas acho uma safadeza fingir que natal é sagrado….
    só o aniversariante é que nao ganha nada!!
    O coitado do Cristo, esqualido na cruz,… é o unico com a barriga murchissima.

    —-
    Quando dou azar de cair nesses eventos, faço como hoje , dia 25 : meu prato de carne eu levo pros viralatas comerem.

    IN DOG I TRUST !

    ***

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *