TPMaira (sim, a gente curte trocadilho com nome, foda-se)

Pra mim, há TPMs e TPMs. Ainda assim, é um troço difícil de explicar ou entender como acontece (e se eu acho complicado sendo mulher, coitados dos homens).

Só sei que eu, por exemplo, nunca fui de ficar puta da vida, ficava sentimental.
Chorava por tudo. Mesmo. Chorava porque o chuveiro desceu um jato de água fria, porque tropecei na calçada, porque derrubei meu pão com manteiga no chão e estava atrasada pro trabalho. Assim, sem explicação.
É estranho, mas é verdade. Tudo parece a gota d’água das coisas ruins que acontecem com a gente. Sério, muito forte.

No começo desse ano, fui na ginecologista que me conhece há 10 anos, então sempre pergunta como estou me sentindo, o que estou fazendo da vida, me pergunta sobre minha mãe, minha irmã e a gente conversa um pouquinho durante a consulta.

Só que dessa vez, honestamente, não sei bem o que falei pra ela (porque, na minha cabeça, eu estava só atualizando sobre os meses que passaram), só sei que ela disse “… vou trocar sua pílula por uma que controla um pouquinho mais a TPM”.

E foi assim que começou o desastre.

Ao que me parece, eu nunca tinha me dado conta dos efeitos da TPM em mim e tomar a nova pílula foi uma entrada para o paraíso. Me senti super bem, tranquila, calma e nem lembrava que estava nessa semana maldita.

Só que mês passado, quando dois vagabundos covardes de merda roubaram minha mochila, levaram com ela minha última cartela de pílulas-ingresso-para-o-paraíso.

E eu tô em outro país. Não existe a merda da pílula aqui. E a minha cartelinha foi gentilmente jogada no lixo por um filho da puta que não precisava dela.

Eu tinha que esperar 1 mês e meio até minha irmã me trazer mais cartelas e como não é bem assim que funciona isso, troquei por uma outra pílula. E essa, me mostrou o lado negro da força.

Passei a semana com ódio de tudo. Caiu uma moeda do meu bolso, eu abaixei, peguei e taquei ela longe dizendo “cai então, filha da puta!”.

Cheguei em casa e um dos meninos (que não trabalha) estava em plena sexta-feira, 14h, descabelado e de pijama e eu me tranquei no quarto com raiva por ele não fazer nada o dia inteiro (como se eu tivesse algo a ver com isso).

Li notícias sobre o Feliciano e fiquei com raiva dele. Depois fiquei com raiva do Papa. Depois fiquei com raiva de todo e qualquer fanático, até de fanatismo-não-religioso.

Vi uns 15 postando um gif com um gordinho dormindo e a legenda “melhor gif de gordo” e, quando fui ver, era mais uma dessas brincadeiras juvenis que se faz com os amigos que estão dormindo. Era até legal, mas a minha pergunta é: por que é tão relevante dizer que é o melhor gif com um gordo? O que que o cu tem a ver com a calça?? Daí fiquei com raiva da galera que defende a barriga positiva, mas zoa os gordos.

E quando eu achava que nada mais podia me tirar do sério, um dos meninos me ligou pra avisar que vão vir conhecer o apartamento, já que o contrato acaba mês que vem e a gente não vai renovar.

Quer vir conhecer o apê enquanto eu ainda tô pagando aluguel dele? Pois que venha. Mas eu já aviso que agorinha mesmo estou indo dormir, porque na noite passada não consegui ligar a merda do aquecedor e quase morri de frio e, pra foder de vez, sonhei com o Nicholas Cage, então foi uma noite de merda. Portanto, se eu estiver dormindo e quiserem entrar no meu quarto, vou recebê-los com a cara do Jack Nicholson em “O Iluminado”. E nem pensem em abrir a porta do meu guarda-roupa pra vê-lo por dentro, porque eu seguramente vou mandar todo mundo tomar no cu.

Boa noite.

(Nota da irmã mais velha, que edita e posta os textos da menor: achei que havia um parágrafo que ofendia uma pessoa e, delicadamente, sugeri que a gente cortasse, pois a pessoa podia se chatear. A resposta foi: “ela que se foda”. Ainda bem que eu edito.)

6 comentários em “TPMaira (sim, a gente curte trocadilho com nome, foda-se)

  1. Marcelo F Silva

    Um dos melhores textos que já li … TPM e putice à parte … não perdeu o bom humor 🙂

  2. Estevan

    HAHAHAHAHA, sei que não se pode fazer propaganda, mas que pílula milagrosa é essa? Pois como todo bom namorado, sou eu aquele que segura toda a ira de uma TPM, sem reclamar…

  3. Aline Cristina

    Hahaha fico do mesmo jeito, acordo puta, querendo quebrar a louça invés de lavar, e do nada começo a chorar porque chamei a gata e ela não veio, como pode tanta ingratidão.

    Só tenho algo a dizer: coitados dos que nos aguentam.

  4. Igor Faria

    Algum dia ainda vai rolar um post com TODOS os trocadilhos existentes com seus nomes? 😛

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *